QUE PENA, MAS É A PENA!

Mote
Constituição Federal: Art. 5, XLVII, e, XLIX
Art. 5º. […]
XLVII – não haverá penas: […] e) cruéis;
XLIX – é assegurado aos presos o respeito à integridade física e moral.

QUE PENA, MAS É A PENA!(*)
Sob o céu de brigadeiro,
Sob as chuvas torrenciais
De pleno janeiro,
Sob os auspícios
Do século XXI,
A dor e o suplício
Em terra Brasil.
Uma jaula ao relento,
Que sequer para animal
Seria tolerado, com dois bichos
Feito gente, acuados e expostos
As intempéries e aos olhares
Entristecidos, atônitos,
Acabrunhados, estupefatos,
Indiferentes, sorridentes,
De outros bichos humanos,
Que olham. Alguns sofrem,
se envergonham…; outros
Extasiam-se, riem, odeiam.
No fim, todos passam…

(*) O programa Fantástico da Rede Globo, na edição do dia 30/01/2011, trouxe reportagem revelando alguns dos absurdos do sistema carcerário brasileiro. Dentre os tantos horrores mostrados, na cidade de Bacabau/MA, uma cela – apenas um cubo enorme com grades laterais e tampo – exposta a céu aberto, onde dois presos estavam recolhidos, sem teto, sem banco, sem abrigo, sob o sol e chuva e ao olhar dos passantes.

Anúncios

Sobre denivalfrancisco

Meu nome é Denival Francisco da Silva. Formado em direito pela PUC-GO e mestrado em direito pela UFPE. Juiz de direito e professor universitário. Poeta e cronista, às vezes. A angústia em conviver com tantas distorções sociais, indiferenças, injustiças, ofensas aos direitos fundamentais, desprezo ao semelhante, e tantas outras formas de indignidade, exige de todo aquele que se incomoda, um lugar de fala. E que bom será se esta fala puder ressoar e se abrir mundo afora. A internet propicia isso, e os blogs têm sido ferramentas extraordinárias para a verdadeira liberdade de expressão, onde cada um coloca em discussão seus temas prediletos. Não inovarei em nada. Com toda certeza outros o fazem melhor. E não ouso afirmar que minha fala, lançada neste espaço cibernético, vá percorrer fronteiras e atrair simpatizantes. Não tenho este poder e jamais esta pretensão. Quero mais a liberdade de expressão e a consciência bastante para enxergar, mesmo no obscurantismo, para não me aquietar diante de farsas. O título do blog – sedições – enseja de início a contraposição. Não significa, porém, que haja uma necessidade simples de divergir, de contrariar, de opor. Sedições, misturando suas letras, dá também decisões que aqui se propõe invertidas ao modo que se vê correntemente. O que pretendo é, não mais, desaguar as palavras que alvoroçam em mim, em burburinhos loucos para serem ouvidos, como quem vê, pensa, reflete e necessita replicar suas críticas e percepções. Espero que os visitantes compartilhem comigo críticas e discussões sobre política, sociedade, direitos humanos, justiça e um pouco de prosa e poemas. Sejam bem-vindos! Ver todos os artigos de denivalfrancisco

2 respostas para “QUE PENA, MAS É A PENA!

  • Adriano Vasconcelos

    Dr. Denival Francisco
    Gostaria de compartilhar com o senhor uma reportagem do “Domingo Espetacular”.
    Uma reportagem que reforça o que foi dito pelo senhor e mostra uma realidade que muitos brasileiros desconhecem, maus tratos, estado de saúde precária e falta de espaço. Esses são apenas alguns dos fatos presentes no dia-a-dia dos detentos.
    Confira, realmente vale a pena.
    Obrigado.
    São 5 Links (Media 10 mim cada)

  • Abel

    Onde fica os direitos humanos, dignidade humana…